MARCA

A Winter Jewels surgiu a partir da necessidade de sua criadora de expressar seus sentimentos, o que se deu através da cerâmica e da ourivesaria. A partir daí, criou-se o conceito do "vestir arte". Transformar gostos e admirações por diversos artistas e por diferentes escolas da arte em objetos vestíveis que contam um pouco da história da arte e que trazem mais significado à efemeridade da rotina.

 

Alinhado a isso, optou-se por trabalhar em pequena escala, respeitando o tempo dos materiais e em pequenas coleções com estoque limitado para manter a relevância de cada objeto-arte.

CONCEITO

As j0ias são feitas para mulheres confiantes e fortes que não têm medo de expressar seus pensamentos e ações. Feitas para reais caçadoras de tesouros. Nosso propósito é simplificar o estilo da mulher moderna que adora incluir arte no seu dia-a-dia.

Além disso, os desenhos possuem um denominador comum: a estética japonesa WABI SABI (beleza da imperfeição). É por isso que todas as peças contém pequenas irregularidades e detalhes que as fazem únicas e especiais.

Prioriza-se a utilização de materiais que causem o menor impacto possível no nosso planeta, assim como, de materiais brasileiros  pensando sempre na responsabilidade social que todos os negócios têm.

O conceito atemporal alinha-se à nossa cultura que foca no consumo consciente e, por isso, escolhemos trabalhar com materiais singulares e que são capazes de ter longa vida.

A cerâmica tem um processo sustentável belíssimo onde, praticamente, é possível reciclar todos os resíduos do que é produzido. Mesmo assim, vemos a sustentabilidade como um fator obrigatório para a produção de qualquer produto e, por isso, não fazemos uso dela como conceito da marca. Questionamos o modo de fazer moda atual e nos abraçamos a um processo criativo focado na arte e no nosso impacto social no que diz respeito ao consumo.

CRIADORA

Joyce Winter é uma modelo, ceramista e designer de joias gaúcha que, depois de viver por 5 anos na Cidade do México, resolveu explorar a sua veia artística e seu olho treinado para a moda através da cerâmica e da joalheria que, desde o princípio, teve um papel de (re) conexão consigo mesmo. O barro, de certa forma,  representa a força da natureza e a joalheria dá a graça às suas obras que sempre são bastante femininas.

Por conta da sua ligação com o mundo da moda, Joyce, já esteve presente em diferentes projetos na área, seja na produção e coordenação de catálogos, desempenhando seu papel como modelo ou sendo mentora de negócios ligados ao segmento.

A formação em Administração também influenciou a, então, modelo na criação de um negócio próprio. Como empreendedora autodidata, Joyce sempre manteve muito afiada sua curiosidade pelo contemporâneo, pelo diferente e pelo que vai além da percepção comum das coisas.

9049+copia.jpg